ontem foi o Dia das Lésbicas. "As Horas" e depois "Beijando Jessica Stein".

o mundo é gay.
terça - 12 de agosto, 08h34min


parte final de "Os Vícios de Minha Vida"


"dois hambúrgueres, alface, queijo, molho especial, cebola e picles num pão com gergelim". os mais ingênuos acreditam na toeria da Carne de RES - teoria que diz que a carne dos produtos da Mc Donald´s são de um animal geneticamente modificado, chamado RES. COISA, em latim. eu não sei se isso é verdade. eu não sei do que é feita a carne, e também não me interessa. eu não vou deixar de comer Big Mac se souber que estou comendo um bicho sem olhos, ossos ou cu. isso não é meu problema. agora, quando o Big Mac tá frio, aí sim.

Big Mac: quem se importa com o que tem dentro?
segunda - 11 de agosto, 20h49min


Mulata Hali Gali
Caiu na Bossa Nova
E só dá Inter
Ê-lele, lele-le-lele
Bota pra fudê!

segunda - 11 de agosto, 17h44min


"Os seres saudáveis, dedicam-se aos esportes. Aos doentios, sobra-lhes a arte, em suas múltiplas manifestações."

Charles Kiefer, em A Arte É Longa.
segunda - 11 de agosto, 12h21min


"Depois de todo o stress do assalto q não deu em nada, tinhamos q beber e comemorar...."

motivo melhor que esse pra beber numa sexta, não tem, srta. lane!
segunda - 11 de agosto, 11h56min


uma pessoa chamada Fábio escreve:
Curti o saiti!! Mas fala mais sobre putaria e sacanagem.

acho que esses desenhos do Zéfiro estão fazendo as pessoas pensarem que eu sou devasso.
estão pensando certo.
segunda - 11 de agosto, 11h42min


a oficina do Kiefer é melhor do que eu esperava.
a turma, de 12 pessoas, é bem heterogênea. tem profissionais de diversas áreas, estudantes de diversas idades e cabeças com contribuições muito interessantes. me espantou a cordialidade do Kiefer, que se ofereceu, no final da aula, pra me dar uma carona até a Oswaldo. quanto ao método da oficina, é um lance bem prático. ele sugere muita bibliografia, de acordo com a necessidade de cada aluno. acho que serão três meses beeeem produtivos.
domingo - 10 de agosto, 14h03min


aula de Redação Jornalística II, temos que fazer um texto de 15 linhas sobre >a-ham< nós mesmos. O meu deu 20, porque a minha personalidade é compelxa demais pra caber em 15 linhas. segue.

Um Difícil Cliché
Vitor é assumidamente uma pessoa difícil de se conviver. Muitos o julgam quieto e reflexivo, devido ao seu jeito reservado, mas na verdade, esse estudante de jornalismo tem um senso de humor ácido e debochado, podendo deixar até mesmo seus amigos em situações constrangedoras. Egocêntrico, brada ter um carisma imensurável, quando na verdade é interesseiro. Sabe aproveitar as fartas oportunidades que a vida lhe lança, com uma notável maestria – ou pelo menos é o que acredita fazer.

Recentemente, Vitor decidiu viver das letras. Tem estudado criação literária, freqüentado palestras e cursado oficinas. Sabe das dificuldades de uma vida literária, mas é determinado demais para desistir. Seu caráter crítico e questionador o fizeram um legítimo cara-de-pau. É fiel às suas crenças e idéias, jamais negando o que tenha falado ou enrolando-se em justificativas prolixas.

Tem apreço pelas artes – admira a beleza fluídica da Art Nouveau, o obscurantismo revolucionário do Cinema Expressionista Alemão e a relevância pop-cultural dos Beatles. Declara-se anti-esporte, por não ter intelecto e paciência suficientes para entender a importância das práticas desportivas. Evita a hipocrisia e abraça uma vida de fumante sedentário, não negando seu constante odor de tabaco industrializado.

Fugindo dos lugares-comuns, Vitor bate no peito e afirma: “eu não sou cliché”. Ele obviamente não sabe que, atualmente, o maior cliché é declarar não sê-lo.
sexta - 8 de agosto, 21h40min


o que significa quando pensamos numa pessoa e o coração hesita?

ohmygod.
sexta - 8 de agosto, 10h11min


tô fazendo parte disso aqui. tenho que contatar um jornalista de Munique, Alemanha.
sexta - 8 de agosto, 08h40min


valeu, Mallmann! vou ver qual é que é.
quinta - 7 de agosto, 19h30min


Oh, yes, wait a minute mister postman!
Wa-ait, please, mister postman!

quinta - 7 de agosto, 09h23min


a quarta parte de "Os Vícios de Minha Vida"


café preto é meu hábito prejudicial menos exclusivo, sendo consumido avidamente por bilhões de pessoas nos cinco continentes. pela manhã, depois do almoço, no meio da tarde ou depois do expediente, é sempre melhor acompanhado do vício número um, citado neste blog. De acordo com esse sitedentre seus efeitos sobre o organismo, figuram uma sensação de revigoramento, diminuição do sono e da fadiga, aumento no volume de urina e melhora da atenção focalizada. sendo uma bebida apreciada há mais de mil anos, muitas lendas surgiram a seu redor. o Rei Gustavo da Suécia estava tão convencido dos males do café que sentenciou um criminoso à beber café até morrer.

a execução durou até o criminoso falecer com 83 anos de idade.
quarta - 6 de agosto, 19h33min


hoje, às 21h, tem Festival Beatles no Praia de Belas. de graça. pensando muito em ir.
quarta - 6 de agosto, 10h43min


hoje acordei meio Rob Zombie.

YEAH
my durango
number 95
take me to the home
kick boots and ultra live
see heaven
flash a horror show
knock it nice and smooth
step back and watch it flow
YEAH

quarta - 6 de agosto, 08h40min


oi, Wilson!
quarta - 6 de agosto, 08h37min


dois links novos.

penny lane, faz favor de me mandar teu user e senha de novo, pra trocar a figura do teu blog!
segunda - 4 de agosto, 19h45min


a propósito, não é que eu me esqueci de comentar do ensaio sensual que fizemos no sábado, cujo tema era "luxúria", e o resultado final jamais será publicado nesse site?

prometo não esquecer mais nada, ok?
segunda - 4 de agosto, 19h21min


a primeira aula da oficina do Kiefer é nesse sábado, das 16h30min às 18h30min. vai pesar horrores no meu orçamento mirradinho, mas é como disse o poeta: "eu mato a cobra com uma cajadada só". ou algo assim.

np DJ Patife e Fernanda Porto - Sambassim
segunda - 4 de agosto, 19h13min


minha chefe veio me dizer agora que sonhou comigo.
estávamos num bar na Ramiro Barcelos, e eu a comuniquei que ia faltar os seis dias de folga que tenho pra tirar, porque a dona denise havia me dado dinheirto pra ir pra Londres.

...
segunda - 4 de agosto, 07h55min


devo ter perdido uns três quilos ontem, de tanto que regurgitei. nada parava no meu estômago, nem água. basicamente, ontem me alimentei só de ar.
segunda - 4 de agosto, 07h49min


hoje fui na palestra de um escritor argentino, chamado José Gabriel Ceballos. o tema era Teoria e Técnica do Conto, e teve uma pequena participação de Charles Kiefer. não perdi a oportunidade e pedi ao Kiefer informações sobre a oficina que ele ministra (a qual me disseram ser um horror de caro). ele ficou de me respodner por e-mail.

a palestra, cuja platéia era muito heterogênea, sendo formada por universitários, senhores, escritores publicados e wannabes, me fez perceber que muitas questões técnicas referentes à criação de literatura de ficção, contos, especificamente, eu já sabia, empiricamente. então, foi como uma confirmação de que estou no caminho certo, em alguns pontos.

mas é isso. se o Assis Brasil não me quis na oficina dele, eu faço a minha oficina.
sábado, 2 de agosto, 16h02min


decidido a não tornar um dia de "faltei ao serviço e não avisei minha chefe" um dia inútil, fui à cata de dois livros, na Riachuelo. dos pretendidos, encontrei apenas um. Decálogo do Perfeito Contista, de Horácio Quiroga pretende ser uma análise, de fácil e prazerosa leitura, sobre a construção de histórias no modelo conto. algumas páginas azuis trazem, em grandes letras brancas, dicas como "não começa a escrever sem saber, desde a primeira palavra, aonde vais".
para fazer valer mais ainda meu dia, descobri um que me aprece interessante. O Escritor de Fim de Semana - como escrever um romance com criatividade em 52 fins de semana, de Robert J. Ray está para a literatura o que o Manual do Roteiro de Syd Field está para a criação de roteiros cinematográficos. Ou seja, nada muito profundo e extremamente prático, com esquemas de como montar uma história, dicas objetivas e sem enrolação acadêmica. comprei porque percebi que algumas pequenas questões que me incomodavam, como criar personagens verossímeis, por exemplo, são respondidas de forma direta e clara. definitivamente, pode-se encará-lo apenas como uma introdução adequada à criação de novelas.

mais divertido ainda foi passear no Centro, pra desaanuviar a cabeça de certas questões referentes à minha labuta (lê-se humilhação) diária.

np Grant Lee Buffalo - The Whole Shebang (Velvet Goldmine OST)
sexta - 1º de agosto, 16h46min


não fui trabalhar hoje. não tava a fim.
sexta - 1º de agosto, 10h43min


tô passaaaaaado.
o cid tava agora no Note e Anote, num debate sobre >cof-cof< tribos. divulgou o RIP e o Voivode - que tenho certeza foi o motivo dele ir nesse programinha uó.
quinta - 31 de julho, 11h43min


a situação seria pior se eu não tivesse essa certa apreciação pela discórdia e pelo conflito.
quinta - 31 de julho, 08h32min


tá rolando uma revolta aqui no setor.
trabalhamos 6h/dia, mas recebemos por 4h/dia, sem sermos consultados.

não aguento mais essa história. se eu soubesse que tava ganhando por 4h/dia, me mandava pra Smic, pq lá eu sei que vou receber pelo que trabalho, e não a menos. acontece que choraram pra nós e nos garantiramq ue íamos receber 6h/dia, e final do mês tu tem essa surpresa. e foi todo o setor, não só eu. olha isso.
escuta aqui, desde maio essa história tá se estendendo. o combinado foi que as horas que eu trabalhei a mais em maio e junho, ou eu recebia reposição salarial ou tirava os dias referentes em folga. pois bem, tenho 7 dias de folga pra tirar, e ninguém se coçou ainda pra ver a minha situação. resumindo: tão quebrando o contrato e o acordo interno, de que nós continuaríamos a fazer 6h/dia e receber por 6h/dia. é muito fácil falar pra galera "não, mas vocês vão trabalhar 6 horas e receber por 6 horas", e nos pagar só por 4. enquanto isso, a prefeitura vão pro rádio falar "não, mas nós estamos resolvendo a questão do déficit previsto pro final do ano". tão mesmo! não tão pagando os funcionáios o que devem pagar! muito simples.

hoje é dia de ovo virado.
quinta - 31 de julho, 08h06min


depois de muito pensar, e conversar com as pessoas certas, me decidi: não vou pra Smic.
essa prefeitura tá indo pro buraco, e enquanto ela vai, quero aproveitar pra continuar no setor que pagam melhor.

e depois de conversar com o Emanuel, aquele que "favoritizou" esse blog, percebi que se eu conseguir aqueles livros que ele me indicou, posso passar a idéia da oficina adiante, e tocar pra frente aquela sobre o curso de alemão.

sem mais novidades, volto para o trabalho.
quarta - 30 de julho, 11h24min


hoje acordei a fim de descer o cacete na "geração do amor".

seguinte: eu nunca acreditei nesse bando de chapado, que virava a noite tomando ácido e esticando pescoço e braço e chamando aquilo de "meditação". esse povo tão senso comum, que vem com uns papos imbecis sobre cristais, soja, e "alinhar a coluna com o cosmos" realmente são criaturas que não fazem a minima diferença no mundo. hoje, aqueles que nos anos 60 iam pro meio do mato tomar banho de cachoeira e dar pra meio mundo, fazem parte do que eu chamo de "refugo da geração do amor". e insistem em dizer que "a juventude está mais violenta hoje", e "o mundo era mais bonito naquela época". caiam na real: a "geração do amor" foi uma hipocrisia sem tamanho, uma inutilidade cultural sem precedentes. e se o mundo pudesse se tornarum lugar melhor por eles terem deixado de trabalhar e passarem o dia "alinhando a coluna com o cosmos", como explicariam o mundo hoje? ninguém precisa de cristais, yoga, meditação, poder tocar a omoplata com o calcanhar. hoje, todo mundo sabe que isso é "a onda": "é milênio, todo mundo tem que amar o mundo, comer carne de soja e estudar os astros". "geração do amor" no meu cu. vamo trabalhar, bando de inúteis.
quarta - 30 de julho, 07h34min


blog novo aí do lado.

np David Bowie - Rock n´Roll Suicide
terça - 29 de julho, 19h47min


a última vez que enfrentei tantas questões existenciais, fui pro Uruguai. voltei decidido a viver de escrever.

medo. muito medo.
terça - 29 de julho, 11h


eu sou conhecido por ser um poço de eterna indecisão, então vocês já devem estar imaginando como eu tô agora que me ofereceram uma vaga na Secretaria de Comércio...

poréns: trabalharei muito mais, ganharei bem menos, terei muito maior visibilidade profissional, acumularei muito mais experiência, mas a atual situação financeira da prefeitura faz todos hesitarem quanto a mudanças no quadro de estagiários de todas as secretarias.
essa é a maior questão. se eu for pra Smic, vou passar cada dia com medo de ser pego pelo corte no quadro de estagiários. se eu ficar aqui, tenho a garantia de continuar meu trabalho até o fim do contrato. além de ganhar mais que na Secretaria de Comércio. porém, não ter a possibilidade de aprender nada de novo.

dúvidas. muitas dúvidas. arriscar-me-ei?
terça - 29 de julho, 10h45min


a dani não é a primeira a reclamar a ausência de "comments" nesse blog. acontece que não tem "comments" pq a opinião dos outros não me interessa. nada contra, mas eu não preciso saber o que os outros acham do que eu postei, pq eu sei que o que eu posto é o melhor que há. basicamente.
terça - 29 de julho, 09h17min


"Nossos ignorantes radicais não abrem mão da ideia de `invadir`, de `tomar` o poder pela força, como se isso fosse possível no século XXI. Nossos `revolucionários` lutam pela idéia de `totalidade`, de limpeza anticapitalista, de `purificação` pela simplicidade solidária do `povo`, que seria mais `puro` porque mais pobre, mais `sábio` porque mais ignorante. (...) Nossos toscos ideólogos não agüentam o `desencantamento` do mundo e têm uma insaciável saudade da `ilusão`. Não suportam a ausência da apoteose, da esperança de `plenitude` que o socialismo prometia. Por isso, o grande perigo é a busca de certezas a qualquer preço, pois essa gente têm uma fascinação secreta pelo caos, essa gente tem o estranho desejo de conhecer a catástrofe, pois acham que ali, no fragor da uma grave crise, haveria a aparição da `realidade`, finalmente a revelação de uma `verdade`."

coluna de Arnaldo Jabor na edição de hoje d'O Globo.
esse cara tira as palavras da minha boca.
terça - 29 de julho, 08h22min


sonhei que o Marilyn Manson tava fazendo a passagem de som de uma bateria, com a Britney Spears no controle da mesa. Deu alguma coisa errada e o ton-ton da bateria explodiu, e o Manson caiu ensanguentado sobre a bateria. a Britney chegou perto e viu que ele ainda estava vivo, mas seu chapéu de dândi anos 30 tava fodido. mas não teve problema, porque ele se levantou e saiu cantando Antichrist Superstar, coberto em sangue. eu pensei "bah, esse show vai ser do caralho!"
terça - 29 de julho, 07h25min


"Os Vícios de Minha Vida" - parte III


esse novo rótulo é o mais feio da história da indústria da cerveja, mas Polar é Polar e é o que interessa. sabe o aviso de "beba com moderação"? esqueça aquilo. ninguém com um copo de Polar na frente vai pensar em moderação. e você nunca vai se satisfazer com o que a sua cabeça aguentar ou seu bolso puder pagar: vai sempre querer mais. o tempo todo.

Polar - é começar e não parar (nunca mais)!
segunda - 28 de julho, 19h07min


fiquei sabendo que mamãe e papai andaram olhando apartamento no Bom Fim. sem mais.

ainda em tempo, um certo Emanuel escreveu dizendo ter adicionado este blog aos seus Favoritos.
meu, vai no blog da dani! não tem como não "favoritizar" o dela também!
segunda - 28 de julho, 18h44min


fim de semana esquisitinho, o meu...
fora o porre com seqüela quase nula, ver ele usando maquiagem e meia-calça me fez pensar que, nos próximos meses, noite alguma vai ser mais divertida que a de sábado. além do que, agora tenho um bom artifício que eu posso usar pra fazer terrorismo: "fica quieto, senão falo pra todo mundo que tu curte um make up!"

não, não tenho medo de fazer isso.
segunda - 28 de julho, 08h02min


Shakespeare é conhecido por suas citações, frases e jargões. meu pai também.

"pra comer a minha mãe, sempre tem um; mas pra dar pro meu pai, ninguém quer!"
sexta - 25 de julho, 08h35min


seu araújo vai se aposentar, até meados de setembro. isso se a reforma for aprovada, que é o que vai acontecer. ele tá apavorado sem saber o que vai fazer com os dias livres. mais ou menos como eu estou agora.

na real, é uma época de muita tensão lá em casa. eu nessa nóia toda descrita no post abaixo, seu araújo sem saber pra onde ir, já que o futuro de "aposentado" finalmente o atingiu, meu irmão desempregado faz uma caralhada de tempo, dona denise pagando os pecados com a amiga nazista dela...

a única coisa que tem me mantido mais ou menos nos meus eixos psicológicos, acredito eu, tem sido ocasionalmente escrever alguma coisa. é o único momento em que a minha vidinha de proletariado invisível se torna menos desinteressante.
sexta - 25 de julho, 08h02min


ando me sentindo vagabundo e burro.
desde que troquei de turno no serviço (trabalhava de tarde, e há um mês trabalho de manhã), ainda não consegui me estimular a fazer programas culturais, que é uma das possibilidades que eu teria com a tarde livre. isto é, quando eu não tivesse aula na oficina de criação literária do Assis Brasil, que foi o axioma da minha mudança de turno no serviço: só tem de tarde e eu estava mto disposto a cursá-la. disposto, nada. era minha meta de vida a curto prazo. acontece que por eu ser overqualyfied, não entrei na tal da oficina do Assis Brasil. e agora, passo as tardes, e as noites, pq as aulas na ulbra não recomeçaram, fazendo o caminho tv-computador-cozinha-área de serviço (pra fumar). acontece que acordar 6 e meia me deixa cansado demais pra ir de ônibus até o Centro e fazer um programa cultural.
mas eu tenho vontade de fazer um curso de, talvez, alemão, mas é que ao mesmo tempo, eu tenho que esperar pelas informações sobre a oficina de criação literária do Fischer. eu não quero me inscrever num curso de alemão, começar a cursar, e depois saber que abriram inscrições para a oficina do Fischer. o problema é que se eu souber que não abriram inscrições para a oficina do Fischer, tô esperando em vão. não teria sido nem uma espera, mas tardes inteiras assistindo "Changing Rooms", na tv a cabo.

fora isso, tem o fato de eu estar de saco cheio do meu serviço. não sei se é por eu estar me sentindo desestimulado, vagabundo e burro, mas é fato que tô por um fio de começar a passar também as manhãs na frente da tv. por outro lado, entendo claramente que hoje em dia, quem tem emprego, não pode largar. sabe deus quando tempo vou ficar desempregado quando encerrar esse estágio.
sexta - 25 de julho, 07h44min


instalamos o Windows XP, ontem.
tão bonitinho que chega a enjoar.
quarta - 23 de julho, 08h38min


soube que eu causei uma crise familiar, com aquela história de ter chamado minha tia de louca. mas há quem tenha dito "bem que ele fez, ela precisava ouvir isso, um dia". o problema é que tenho quase certeza que ela me mandou umas vibrações malignas que me puseram de cama ontem, o dia inteiro. além de louca, ela é bruxa.
terça - 22 de julho, 07h39min


não é a primeira vez que a Billie Holiday me faz escrever um conto.
domingo - 20 de julho, 19h10min


como se não bastasse tudo isso, fiquei sabendo que a minha tia ficou sabendo que chamei ela de louca nas costas dela e ela tá puta comigo, dizendo "quem ele pensa que é? fica se achando estrela!"

as coisas com as quais eu tenho que lidar num domingo que tinha tudo pra ser bonito...
domingo - 20 de julho, 12h26min


ainda sobre a "amiga" da minha mãe:

- mãe, se essa mulher ligar de tarde, eu vou dizer pra ela tudo o que tu tem vontade, mas tem vergonha de dizer.
- eu te eduquei, guri.
- mas eu me senti indiretamente ofendido pelo que ela disse, afinal, sou 25% nordestino.
- aquela alemoa tem que tomar no cu dela...

domingo - 20 de julho, 12h22min


isso tudo, somado ao fato de eu ter tomado conhecimento agora há pouco que aqueles mesmos neo-nazistas atacaram uma senhora judia no Bom Fim, me deixou de ovo virado.

o que esses barbados velhos querem brincando de nazista, hein?? põe eles pra trabalhar, vê se não resolve! dou meus dedos do pé que são todos filhinhos de papai que não trabalham e ficam em casa coçando na frente do computador, procurando bobagem de neo-nazismo e o caralho a quatro. ficam brincando de bandinha neo-nazisa... por favor! eles obviamente já demonstraram que têm grande disposição física; só botar eles pra trabalhar de estivador no porto ou ajudante de pedreiro que se resolve esse problema de "tempo livre demais".
domingo - 20 de julho, 11h05min


dona denise tem uma "amiga" que soltou uma pérola tão foda que cheguei a tremer de nervoso. não sei muito bem o que elas estavam conversando, que essa mulher disse que homens nordestinos são feios, baixinhos e cabeçudos. mamãe, muito calma como só ela consegue ser, disse "meu pai era nordestino". a "amiga", querendo remendar, salientou que ele deveria ter um lado portugês, "porque o teu filho (o rodrigo) é alto". "realmente, o pai dele era do lado protuguês, mas a minha vó era preta da canelinha bem fininha".

já falei pra dona denise, assim como o meu pai também já o fez, que ela deve se afastar dessa mulher, porque ela já soltou umas sobre pretos, judeus e não sei mais o que. pena que ainda não tive a infelicidade de conhecê-la pessoalmente, mas já falei pra mamãe que se ela ligar aqui pra casa de novo, vou falar que eu me senti ofendido pelo que ela disse, que era bom ela sumir das nossas vistas, porque não temos tempo ou interesse em lidar com gente do escalão dela. ela não tem onde cair morta e se acha (como a maioria dos moradores desse bairro) grande coisa só por morar na assunção.

como eu queria que ela aparecesse na minha frente agora!
domingo - 20 de julho, 10h52min


Do manual de civilidade destinado às meninas para uso nas escolas - de Pierre Louÿs

1. Não diga: "Minha buceta." Diga: "Meu coração."
2. Não diga: "Estou com vontade de foder." Diga: "Estou nervosa."
3. Não diga: "Acabo de gozar como uma louca." Diga: "Sinto-me um pouco fatigada."
4. Não diga: "Vou masturbar-me." Diga: "Vou voltar."
5. Não diga: "Quando eu tiver pentelho no cu." Diga: "Quando eu for grande."
6. Não diga: "Eu prefiro a língua ao pau." Diga: "Só gosto de prazeres delicados."
7. Não diga: "Entre as reifeições só bebo porra." Diga: "Sigo uma dieta especial."
8. Não diga: "Tenho doze consolos em minha gaveta." Diga: "Nunca me entendio quando estou só."
9. Não diga: "Os romances honestos me chateiam." Diga: "Eu gostaria de ter algo interessante para ler."
10. Não diga: "Quando se lhe mostra uma pica, ela se zanga." Diga: "É uma original."
11. Não diga: "É uma menina que se masturba até quase morrer." Diga: "É uma sentimental."
12. Não diga: "É a maior puta da terra." Diga: "É a melhor menina do mundo."
13. Não diga: "Ela deixa-se enrabar por todos aqueles que a masturbam." Diga: "Ela flerta um pouco."
14. Não diga: "Ela é uma lésbica raivosa." Diga: "Ela não flerta de jeito nehum."
15. Não diga: " Eu a vi ser fodida pelos dois buracos." Diga: "É uma eclética."
sábado - 19 de julho, 17h20min


teddy - eu não sou viado enrustido!
eu - é, sim! basta ser gaúcho!
sexta - 18 de julho, 18h05min


diálogos com o seu araújo, no caminho pro serviço:

- tu viu que um grupo neo-nazista bateu num... como é mesmo?
- punk, pai.
- é, lá no Centro. te cuida hein...
- ...
- tu com essas roupas... esse cabelo... esse coturno...
- ...
- se bem que punk tu não parece. só me aparece com umas coisas esquisitas, de vez em quando.

sexta - 18 de julho, 07h21min


"O humorístico Casseta & Planeta não está agradando à comunidade gaúcha, que ameaça boicotá-lo. Em manifesto que circula na Internet, intitulado "Quem tem orgulho de ser Gaúcho sai desse planeta", acusa o programa de racista, discriminatório e ofensivo para a honra e tradição do Rio Grande do Sul.

não tenho problema nenhum com o Casseta e Planeta. gaúcho é tudo viado enrustido, mesmo.
sexta - 18 de julho, 07h17min


segunda parte de "Os Vícios de Minha Vida".


minha melhor amiga, desde a tenra infância, e minha garantia de problemas ósseos na velhice. informações exageradas, como essa aqui, dizem que o consumo de Coca-Cola na infância torna as crianças"irritadas, hiperativas (não confundir com disfunção cerebral mínima), hipersensíveis, agressivas, reagem violentamente às contrariedades, apresentam pesadelos e terror noturno súbito e inexplicado". não é só porque você prefere guaraná que eu também tenho que preferir.

Coca-Cola é isso: liberdade.
quinta - 17 de julho, 19h10min


dani, valeu pelo "estilosérrimo e luxuoso"!
quinta - 17 de julho, 16h13min


bandeira americana dentro do congelador, e eu chamo de arte.
bandeira americana boiando na piscina, e eu também chamo de arte.
quinta - 17 de julho, 15h54min


ele tinha 13 anos e havia extraído um tumor do cérebro, o que resultou em diminuição sensível de sua capacidade visual. só por isso, já me senti mal por ele. e depois, ainda me informaram "e o crescimento dele estacionou aí, pro resto da vida". o que dizer? mas quando ele sacou aquela espécie de lupa, pra poder ver TV, me irritei por ele. eternamente baixo e cego, sem conserto.

...>suspiro<...
quarta - 16 de julho, 19h58min


geralmente se escolhe o melhor filme do ano lá em dezembro, mas não preciso esperar tanto pra dizer que Luxúria é de longe a melhor experiência cinematográfica que terei em 2003.


Luxúria (Senso ´45), 2002.
Direção: Tinto Brass
Elenco: Anna Galiena, Gabriel Garko, Franco Branciaroli, Antonio Salines, Simona Borioni, Loredana Cannata, Erika Savastani
Sinopse: Esposa de empresário do indústria cinematográfica, na Itália fascista, se envolve com tenente alemão. Juntos, passam por aventuras sexuais intensas, incluindo surubas, drogas, bebedeiras e sacanagens em geral, muito comuns nas festinhas promovidas pelos nazi-fascistas da época.

a melhor seqüência da película, um grande e luxuoso bacanal, será melhor desfrutada com a música The Golden Age of Grotesque como acompanhamento de fundo. e mantenha o papel higiênico ao alcance das mãos.
quarta - 16 de julho, 15:17


duas conclusões extraídas de conversas com a dona denise hoje:
- eu devo aceitar as pessoas como elas são
- eu não devo dar 100% de mim no serviço

naturalmente, só vou levar uma delas pro resto da vida. a outra, eu deixo pra depois.
terça - 15 de julho, 20:15


amanhã tem Tributo a David Bowie no Jeckyll.
muito tentado a aparecer travestido de Ziggy Stardust...
terça, 15 de julho, 07h15min


registro técnico: formulário em pleno funcionamento.
segunda - 14 de julho, 17h23min


dando início à série "Os Vícios de Minha Vida", apresento-lhes meu costume prejudicial número um.


dentre os mais baratos, o melhor. de acordo com esse site, "o L&M é voltado para um público alvo cujo perfil é jovem, geralmente homens, que gostam de azul, gostam de música, especialmente o rock".

viu? feito pra mim.
segunda - 14 de julho, 17h02min


por que "BUMERANGUE"?
porque blogs vão e voltam da minha vida. assim como certas coisas.

a campanha-manifesto "Eu Sou Feliz Sem Celular!" está de volta, acompanhada, dessa vez, de uma campanha de conscientização acerca da notoriedade de Ozzy Osbourne.

O formulário para contato está sob manutenção. a sua praticidade é tentadora, mas sua eficácia é questionável. sugiro que cliquem em "vitor", aqui do lado, se quiserem me escrever.

abaixo, segue uma coluna de Arnaldo Jabor sobre Carlos Zéfiro, o autor das ilustrações sacaninhas desse site.

O criador da masturbação art-decô
Nos anos 50 muito se exigia dos punheteiros. Não havia ainda o mundo das revistas de sexo e cada menino sozinho tinha que criar suas fantasias. Havia uma revista chamada 'Saúde e Nudismo', onde havia vagas suecas deitadas em praias, impressas em monocromia azulada. De certa forma a repressão sexual era estimulante à imaginação dos jovens. Tínhamos de pensar em vizinhas, amigas, tias e na mãe dos outros. Criávamos enredos tipo 'Aí a mãe do fulano chegou de ligas negras, cinta, e me agarrou no corredor'. E os moços de esvaíam em orgamos literários. Não havia ainda o sexo audiovisual. Punheta era texto; hoje é videoclip. Tinha um amigo que se mastubava com o livro 'Medicina Legal', do Hélio Gomes, se repastando em cadáveres mutilados. Neste mundo sem imagens surgiu Carlos Zéfiro (codinome grego, evocando sátiros, ninfas na brisa) que inventou a masturbação art-decô. Com um enquadramento típico dos filmes americanos dos anos 40, Zéfiro tirou nosso sexo da pura literatura. Havia enredo, conflito, personagens e o clímax era atingido no 'grand finale'. Com Zéfiro, a fantasia não estava aprisionada, (mover-se, deslizar, é essencial ao desejo). Hoje sabemos cada detalhe das atrizes de TV nas infinitas cores do offset. Sabemos que fulana tem um bumbum assim, que sicrana tem uma marca de morcego perto do ânus.
O sexo era nosso sonho de liberdade, nossa vingança secreta. Hoje é programado por outros. Nós é que somos masturbados pela moderna indústria. No tempo de Zéfiro podíamos pecar e assim nos vingar. Hoje nem pecados temos. Sem isso, somos mais pobres. Nossas fantasias ficarão aquém da explícita oferta gráfica. Tanta liberdade de fatos nos programa.

coluna publicada no Jornal do Brasil, edição de 7 de julho de 1992, quando da morte de Zéfiro por derrame cerebral.
domingo - 13 de julho, 19h07min


vitor, retornando ao mundo blogueiro!


dani crisis icarus teddy konstantin j.x.b penny lane srta. ecstasy

carcasse a barata the beatles rgg dra ruth
carlos zéfiro
livros grátis









Eu Sou Feliz Sem Celular!


Ela Apenas Me Tornou Pop!

ilustrações de carlos zéfiro